Atendimentos odontológicos em tempos de Covid-19.


Atendimentos odontológicos em tempos de Covid-19

Já não é segredo que os cirurgiões-dentistas estão entre os profissionais de saúde com maiores índices de contaminação pelo (COVID-19). Isso acontece pela odontologia ser uma área na qual o contato com o complexo oronasal e orofaríngeo do paciente é mais próximo, devido, também, a produção de aerossóis, exposição à saliva do paciente, sangue e outros fluidos.

Por isso, orienta-se durante essa pandemia cuidados redobrados nos atendimentos odontológicos. Porém, como é feito essa prevenção dos cirurgiões-dentistas e seus pacientes? Nós contamos para você!


Considerando que a odontologia é essencial, principalmente em tempos de pandemia em que a boca é uma das portas de entradas para a COVID-19 decidimos, neste artigo, responder todas as dúvidas sobre os atendimentos odontológicos nesses tempos de pandemia.


Saiba o que mudou nos consultórios


A fim de preservar a saúde dos cirurgiões e pacientes foram necessárias adaptações, um exemplo disso, é que agora a Uniodonto Passos está na Comprodonto, onde você pode assinar o seu plano odontológico sem sair de casa. Além disso, foram criados canais de teleatendimento, que reduzem a necessidade da presença física.


Não podemos discordar que estas são medidas indispensáveis né? Considerando o risco de infecção viral no ambiente de atendimento e tratamento, tais medidas são fundamentais para auxiliar no combate contra a Covid-19.


No entanto, caso seja necessária a consulta presencial, os consultórios de nossos cooperados implementaram novos protocolos. Desde a recepção são necessárias medidas preventivas, tais como:


  • Evitar aglomerações na sala de espera, sendo permitido somente uma quantidade segura de pessoas

  • Verificar a temperatura corpórea

  • Disponibilizar álcool 70%

  • Eliminar materiais de uso compartilhados como revistas, canetas e telefones

  • manter alerta visuais em locais estratégicos com instruções ao paciente, aonde sentar, onde ficar, etc.


Atendimento


No atendimento nossos dentistas cooperados estão mais atentos ao uso de EPIs, cuidados redobrados com a higiene dos consultórios e seguindo severamente os protocolos de segurança. Não se esquecendo, nunca, de fornecer aos pacientes os equipamentos de proteção necessários, incluindo gorros, propés e óculos de proteção.

Jalecos descartáveis e dispositivos que minimizem a dispersão de aerossóis passam a ser altamente recomendados. Além disso, os atendimentos devem contar com um intervalo de, no mínimo, 15 minutos, para higienização do local que deve ser feita a cada consulta.

Como deve se portar o paciente odontológico

Nada pior do que um inimigo invisível, não é mesmo? É por isso, que cada um deve fazer sua parte para evitar a propagação desse vírus. Por isso, pedimos aos nossos pacientes cuidados que devem ser tomados no consultório odontológico, como informar ao profissional além dos sintomas bucais, qualquer sintoma da Covid-19 que tenha sentido nos últimos 14 dias. Esses podem ser a falta de paladar ou olfato, febre, dor no corpo, enjoo ou tosse. É essencial estar cientes da responsabilidade que temos uns com os outros.

Por fim, ao voltar para casa, se não for possível um banho completo, ao menos, troque roupas e sapatos, higienize mãos, braços, celular e óculos.

E claro, não se esqueça nunca do uso adequado da máscara!


2 visualizações0 comentário