Coronavírus: medidas de segurança para pacientes e dentistas


Você sabe qual a melhor forma de manejo do paciente odontológico para a prevenção do Coronavírus? Quais as formas de prevenção que o dentista deve se apropriar em tempos de pandemia? No decorrer deste texto você ficará informado o suficiente para fazer seus atendimentos de maneira segura e prática. Vamos lá?

A pandemia de COVID-19, doença causada pelo novo Coronavírus, está mudando a rotina de pessoas no mundo. No Brasil, que tem mais de 310.087 de casos confirmados da doença (balanço em 22/05/20), não é diferente. O Coronavírus é de fácil transmissão e se dá de pessoa para pessoa a partir de gotículas de secreções, seja compartilhando objetos, ou até tocando superfícies que contém essas gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro ou até mesmo com o toque ou aperto de mão com a pessoa infectada.

Diante disso, toda a população necessita tomar cuidado e redobrar os hábitos de higienização para evitar a doença se espalhe. Veja algumas medidas preventivas estabelecidas pela OMS:

  • Limpeza das mãos de forma cuidadosa e regular, com água e sabão por pelo menos 20 segundos;

  • Complete a higienização das mãos utilizando álcool em gel;

  • Se manter a, pelo menos, 1 metro de distância de pessoas espirrando ou tossindo;

  • Cubra nariz e boca com o braço ao espirrar ou tossir;

  • Evite ao máximo tocar os olhos, nariz e boca, para não transportar as gotículas de pessoas contaminadas para essas mucosas;

  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

  • Evite aglomerações e ambientes fechados;

  • Se possível, fique em casa.

A Uniodonto Passos tem um compromisso com a saúde. Por esse motivo, está adotando medidas a fim de auxiliar a prevenção do coronavírus, além de orientar seus colaboradores e cooperados. Informe-se e cuide-se!


Protocolo de atendimento nos consultórios


Respeitando as normativas de segurança do Conselho Federal de Odontologia, o atendimento dos cirurgiões-dentistas ocorre de acordo com a demanda.

Em tempos de pandemia faz-se necessário o cuidado redobrado com a contaminação. A seguir está o protocolo divulgado pela Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas sobre a prevenção do COVID-19:

  • Usar máscara com válvula N95, ou em casos de continuar com a máscara comum, deverá trocá-la a cada 2 horas;

  • Lavar as mãos cuidadosamente antes e depois das consultas;

  • Reforçar o uso de EPI, incluindo o jaleco, máscara, gorro, luvas e óculos de proteção. E lembrando de lavar o seu jaleco separado das roupas do dia a dia, para não as contaminar;

  • Desinfeccionar todas as superfícies;

  • Ter precaução redobrada no manuseio de moldes e modelos, assegurando sua desinfecção de forma correta;

  • Seguir rigorosamente todos os protocolos de desinfecção e esterilização;

  • Evitar os cumprimentos como beijos e apertos de mão na consulta;

  • Procure manter todas as superfícies do consultório permanentemente limpas e desinfetadas devido ao fato que o vírus pode ser transportado pelos aerossóis e sobreviver nessas superfícies por até 9 dias;

  • Aplicação de enxaguatório bucal com água oxigenada 1%;

  • Utilização de isolamento absoluto, quando possível.

A prevenção contra o COVID-19 começa bem antes da consulta, mas sim na confirmação por telefone, informe que pacientes sintomáticos não devem comparecer.

Além disso, é importante realizar uma triagem nos pacientes que chegam ao consultório. Para isso, adote a aferição de temperatura com termômetro sem contato antes do atendimento e aplique um questionário de risco na recepção.

Veja um modelo de questionário abaixo e como proceder após as respostas:

Questionário

1. Você teve febre nos últimos 14 dias?

2. Você teve crise de dificuldade respiratória nos últimos 14 dias?

3. Você esteve em áreas atingidas pela infecção nos últimos 14 dias?

4. Pacientes esteve em contato com alguém com diagnóstico positivo nos últimos 14 dias?

5. Paciente esteve em contato com alguém que esteve em área de risco ou com sintomas nos últimos 14 dias?

Conduta

Respondeu NÃO a todas as perguntas, mas está com temperatura maior que 37,3°?

Paciente deve ser encaminhado para avaliação médica.

Respondeu NÃO a todas as perguntas e está com temperatura menor que 37,3°?

Atenda adotando prevenções normais.

Respondeu SIM a uma das perguntas e está com temperatura menor que 37,3°?

Você pode recusar atendimento, adiar a consulta para 14 dias e instruir quarentena em casa.

Respondeu SIM a uma das perguntas e está com temperatura maior que 37,3°?

Paciente deve ser encaminhado para hospital com suspeita de coronavírus.

Pacientes, dentistas, colaboradores... É necessário respeitar as orientações nesse momento tão delicado e tomar todos os cuidados necessários. A atitude de cada um faz a diferença para combater o avanço do coronavírus.



0 visualização